Marketing Conceito Bastante Amplo Para Aplicar …

publicidadeviral-marketing-conceito-bastante-amplo

Marketing conceito bastante amplo. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, marketing não é apenas venda, nem apenas divulgação …

Marketing conceito bastante amplo

Esses conceitos geralmente se confundem e não representam tudo o que o marketing abrange.

Então, quais são os objetivos que o marketing prioriza e como utilizá-lo?

Venha comigo e vamos ver agora alguns deles …

Vender mais

Não basta saber como vender mais fazendo cursos e capacitando corretamente os seus vendedores.

É preciso saber vender com qualidade, para evitar retrabalho, problemas, reclamações e transformar seus clientes em inimigos.

Toda empresa quer vender mais, não é mesmo?

Por isso é preciso estar pronto para vender mais e que problemas não aconteçam após suas vendas.

Dessa forma, o maior desafio das empresas não é apenas vender mais, mas sim vender corretamente.

Saber vender é o primeiro requisito para vender mais, porque antes de conseguir novos clientes, ou vender para os mesmos clientes, é preciso vender direito e satisfazer cada cliente atual.

Somente quando seus clientes atuais estiverem plenamente satisfeitos é que a sua empresa estará pronta para conquistar novos clientes.

Assim, sua equipe de vendas fideliza cada cliente e pode alcançar com qualidade os novos que virão …

Portanto, o trabalho bem feito com um cliente é que vai proporcionar novas vendas para mais clientes.

Aumentar a visibilidade

Outro objetivo é que o marketing conceito bastante amplo ajuda a conseguir é aumentar a visibilidade da marca e dos seus produtos.

Porém, não basta buscar visibilidade junto a um público que não tem nada a ver com a sua empresa.

Para otimizar os investimentos em marketing, as estratégias devem ser focadas nas pessoas certas.

Procure e atenda as pessoas de tal maneira que elas se encantem e você terá mais chances de transformá-las em clientes fiéis …

Também e fundamental ter um ótimo atendimento pós-vendas:

  • Mantenha empatia com o seu público;
  • Seja ágil para responder a dúvidas e reclamações;
  • Jamais seja grosseiro ainda que problemas apareçam durante o atendimento;
  • Identifique as necessidades e dificuldades do público;
  • Acompanhe sites de reclamação.

Gerenciar a marca

A construção da marca acontece na mente dos consumidores.

Para compreender melhor o conceito, é preciso entender como se dá o processo de construção de uma marca, composta pelo tripé: Definição do negócio, Posicionamento e Proposta de valor.

O negócio deve informar de forma clara qual o produto ou serviço oferecido.

O posicionamento é o que determina onde a marca estará na escolha do consumidor, relacionado diretamente às estratégias de reputação.

E ainda, a marca precisa mensurar e cuidar de todas as opiniões de seus serviços.

A percepção é a maneira como o público observa a marca, se líder de mercado ou a melhor no segmento …

E, por último, o slogan: que é o resumo do que a marca pode entregar ao consumidor.

A proposta de valor é basicamente resumida em qual benefício será entregue ao cliente que consumir a marca.

Dito isso, o termo branding ou brand management pode ser traduzido para o português como a gestão de marcas ou o ato de administrar a imagem de uma empresa.

Para o pioneiro Wally, o sistema de identidade denominado design é o crucial, que produz a marca que está presente no cotidiano e na vida das pessoas, sendo experimentada todo o tempo.

Educar o mercado

A produção de conteúdo está na base do marketing atualmente.

Publicações em blogs, matérias de revistas e jornais, redes sociais e outros canais ajudam a criar autoridade para a marca, ao mesmo tempo que educam os consumidores sobre as soluções que a empresa oferece.

A intenção não é vender diretamente o produto, mas mostrar como ele pode ser útil.

Engajar colaboradores

As estratégias de marketing não miram apenas para fora da empresa.

Dentro das suas fronteiras, existe um público que é essencial para o sucesso do negócio: os colaboradores.

Por isso, o marketing ― ou melhor, o endomarketing ― também pode ajudar a engajar o público interno, fazê-los mais felizes com o seu trabalho e torná-los propagadores da marca.

Tipos de Marketing Conceito Bastante Amplo

Inbound Marketing

Uma estratégia de Inbound Marketing ― ou marketing de atração ― não faz a empresa ir atrás dos consumidores para vender seus produtos, como acontece com a publicidade tradicional.

Em vez disso, ela trata de atrair interessados para transformá-los em leads e, depois, convertê-los em clientes, dentro do que chamamos de funil de vendas.

Nesse processo, a criação de conteúdo relevante para o consumidor é o principal combustível para promover o relacionamento com a marca.

A empresa produz uma série de conteúdos para despertar o interesse de potenciais clientes e, depois, guiá-los pelo funil até adquirem o seu produto-serviço.

Outbound Marketing

Diferentemente do Inbound, o Outbound Marketing consiste em uma abordagem ativa para prospectar clientes.

A empresa identifica quem tem potencial para se tornar cliente e utiliza diferentes canais ― como banners em sites, social ads, anúncios de TV e ligações telefônicas ― para alcançar essas pessoas.

Para ter resultados efetivos com essa estratégia, é preciso investir na segmentação e na personalização da mensagem.

Caso contrário, a sua abordagem será massificada, e você vai incomodar pessoas que não têm interesse no que a sua empresa tem a dizer …

Portanto, pense nas ligações indesejadas de telemarketing para lembrar como o outbound marketing mal planejado por ser inoportuno.

Marketing de Conteúdo

Marketing de Conteúdo não é uma estratégia nova.

Há muito tempo as empresas produzem materiais relevantes para os seus consumidores.

A intenção é educar e engajar seu público, estreitar o relacionamento com eles e gerar mais oportunidades de negócios.

Portanto, são esses os objetivos que o Marketing de Conteúdo utiliza hoje.

Essa estratégia ganhou um empurrãozinho da web, que popularizou a produção de conteúdo.

Dessa forma, utiliza-se a internet com conteúdo no canal do YouTube e nas redes sociais para se conectar com o consumidor atual.

Também utiliza a produção de conteúdos relevantes para o público atraindo o interesse de potenciais clientes e constrói sua autoridade …

Dessa forma o marketing conceito bastante amplo é utilizado para atingir e envolver os clientes e futuros clientes …

Marketing Digital

São as estratégias de marketing aplicadas aos meios eletrônicos ― simples assim.

Sites, blogs, aplicativos, redes sociais, e-mails, buscadores e banners não são, por si só, o Marketing Digital ― eles são apenas canais que você pode usar para comunicar e entregar valor aos consumidores.

A atuação online trouxe muitos ganhos para as empresas.

Com a possibilidade de coletar uma infinidade de dados, elas ganharam poder de segmentação do público e de mensuração dos resultados.

Mais interessante ainda é que agora isso é possível para qualquer empresa, mesmo sem orçamentos astronômicos.

Porém, fica cada vez mais tênue a diferença entre o que é marketing e o que é Marketing Digital.

Afinal, o mundo está todo conectado!

Então, adotar o Marketing Digital não é mais uma escolha ― é uma obrigação para as empresas.

É interessante observar como empresas que construíram sua reputação no mundo offline migraram com sucesso para a internet.

Magazine Luiza é um bom exemplo de empresa que soube incorporar o Marketing Digital no varejo para colher os melhores resultados.

Marketing direto e indireto

Embora pareçam opostos, marketing direto e indireto se referem a conceitos diferentes.

Marketing direto ― também chamado de marketing de dados ― consiste no uso de um banco de dados para falar diretamente com uma pessoa.

Exemplos disso são o envio de mala direta, o e-mail marketing e o telemarketing.

Nesse tipo de estratégia, personalização e relevância são regras para não importunar as pessoas.

Já o marketing indireto se refere a uma divulgação da marca que não tem cara de propaganda.

A intenção é que o público não perceba que se trata de uma ação intencional da empresa.

Como assim?

Fica fácil entender quando você pensa em uma das primeiras ações de marketing em games: a inserção de quiosques do McDonald’s no jogo The Sims.

Em vez de colocar um banner intrusivo, a empresa inseriu a marca no contexto do jogo, sem atrapalhar a experiência dos jogadores.

Marketing Pessoal

Marketing conceito bastante amplo não serve apenas para empresas e organizações, sabia?

O conceito pode ser aplicado também a pessoas, ou melhor, à sua marca pessoal.

É com uma estratégia de marketing pessoal que você desenvolve e reforça a imagem que quer transmitir ao mundo sobre você mesmo, conforme os seus valores, princípios, características e habilidades.

Assim, você é lembrado mais facilmente e se torna referência no que faz.

Marta, eleita seis vezes a melhor jogadora de futebol do mundo, é um bom exemplo.

Ela é a maior referência do futebol feminino no Brasil não apenas pela sua qualidade técnica, mas também pela postura de simplicidade, que exibe no dia a dia na sua conta do Instagram.

Endomarketing

O marketing deve mirar em todos os públicos que se relacionam com a empresa, não apenas os seus clientes.

Por isso, existe um tipo de marketing que olha para dentro do negócio: o endomarketing.

As estratégias que ele abrange focam em engajar os colaboradores de uma empresa e gerar valor para eles, ao criar um ambiente de trabalho mais agradável e motivador.

A Tetra Pak tem um bom exemplo de endomarketing.

Todo ano, a empresa promove o Prêmio de Excelência, que premia as ideias de melhorias em processos e motiva os colaboradores a se engajarem em soluções inovadoras. Eles podem ser indicados pelos colegas em quatro categorias: cliente, inovação, operação e liderança.

Marketing de Relacionamento

Vivemos uma época em que os consumidores têm uma infinidade de opções de marcas para escolher e cada vez menos tempo no seu dia a dia.

É por isso que as empresas estão investindo no marketing de relacionamento.

A intenção é estreitar os laços com o público e se mostrar útil, não apenas abordá-lo para vender um produto.

Para isso, é preciso acompanhar os consumidores na sua jornada de compra com conteúdo interessantes, que os ajudem a amadurecer sua decisão e se aproximar da marca.

Marketing nas Redes Sociais

Facebook, Instagram, LinkedIn, Pinterest e outras redes sociais se tornaram canais essenciais para o marketing.

No levantamento da pesquisa Social Media Trends 2019, 96,2% das empresas afirmaram estar presentes nas redes sociais.

Interatividade: esse é o grande trunfo dessas plataformas!

marketing nas redes sociais é capaz de humanizar uma marca e estreitar o relacionamento com o público.

Com o desenvolvimento das redes como plataformas de negócios, também é possível investir em posts patrocinados e potencializar os resultados da presença digital da empresa.

Marketing de Guerrilha

Aqui está um tipo de marketing em que a criatividade ganha bastante espaço!

Afinal, é preciso ser ousado e inovador para chamar a atenção do público e conquistar seus aplausos.

Por isso, o marketing de guerrilha é também um dos mais desafiadores.

Mas, quando bem-feito, ele tende a ter um impacto enorme com uma grande divulgação espontânea.

Bons cases nessa área não faltam.

A UNICEF, por exemplo, teve uma ideia inusitada: vender água suja em uma máquina no meio de Nova York.

Como assim?

A intenção era angariar doações e chamar atenção para as doenças que podem ser causadas pelo consumo de água não tratada, o que ainda é comum em diversas partes do planeta.

Marketing Social

As estratégias de marketing social entram no contexto do Marketing 3.0, sobre o qual falamos.

Se os consumidores exigem que as empresas assumam suas responsabilidades com o futuro do planeta, elas precisam se engajar em causas sociais e ambientais.

Assim, as ações devem gerar impacto positivo para a sociedade e, ao mesmo tempo, reforçar os valores da marca para gerar identificação com o público.

Mas é importante reforçar: não dá para ficar só no discurso ― é preciso assumir o compromisso de ponta a ponta na empresa.

Atualmente existem vários exemplos do que é marketing social.

Um case bacana foi a ação We Accept, do Airbnb.

A campanha foi lançada em meio à polêmica do veto a imigrantes pelo governo norte-americano, em 2017.

Na contramão da decisão, a empresa marcou sua posição de inclusão dos refugiados e de celebração da diversidade.

Marketing viral e Publicidade Viral

Marketing viral é toda forma de material publicitário que produza uma maior divulgação de uma marca, serviço ou produto, através do encorajamento de levar adiante a mensagem passada no material.

Esta ação de divulgação utiliza técnicas de marketing que recorrem a outros meios de comunicação já existentes, como as redes sociais e a internet em geral, para atingir seu principal objetivo.

Normalmente, o processo do marketing viral inicia quando um indivíduo repassa uma informação que recebeu para as pessoas que ele conhece.

Esta informação é capaz de estimular mais pessoas a repassar esta mesma informação para outras pessoas, transformando este processo em uma propagação viral.

Inicialmente, o marketing viral consistia na prática de vários serviços livres de e-mail em adicionar publicidade às mensagens que saem de seus usuários, para alcançar um usuário potencial, que poderá reenviar o e-mail a outras pessoas suscetíveis.

Atualmente, o conceito de marketing conceito bastante amplo viral não está associado a uma ameaça para o computador e o termo “viral” está relacionado à velocidade de propagação da informação.

O marketing viral pode ser utilizado também para descrever alguns tipos de campanhas de marketing baseadas na internet, incluindo o uso de blogs, de sites, e de várias outras formas para criar o rumor de um novo produto ou serviço.

O termo publicidade viral se refere à ideia de que as pessoas passarão e compartilharão conteúdos divertidos e inovadores …

Marketing de Produto

marketing do produto é um tipo de marketing focado na geração de demanda para determinado produto.

A intenção é analisar o mercado e os concorrentes e definir as estratégias de marketing ― diferencial competitivo, preço, posicionamento, público-alvo, publicidade etc. ― em alinhamento com os objetivos estratégicos do negócio como um todo.

Marketing Multinível

marketing multinível ou de relacionamento é baseado na criação de uma rede de revendedores, que representa a força de vendas de uma empresa.

Esses revendedores são incentivados não apenas a vender os produtos (lucro direto), mas também angariar novos revendedores para ampliar os seus ganhos (lucro indireto), já que vão receber sobre as vendas que eles realizarem.

A Mary Kay é um exemplo clássico de empresa que trabalha com base no marketing multinível.

Os esforços da empresa são focados no engajamento das revendedoras.

Conclusão

Afinal, como aplicar o marketing conceito bastante amplo no seu serviço-produto?

Marketing é o conjunto de técnicas e métodos aplicados ao estudo das necessidades dos mercados e seus principais componentes, como públicos, vendas e produtos para o desenvolvimento das empresas.

É uma palavra derivada do termo inglês market, que significa mercado, ou seja, o estudo das causas, objetivos e resultados produzidos através das diferentes formas de como as empresas lidam com o mercado.

O objetivo do marketing é entender tão bem o consumidor que ele se torne cliente de uma empresa e nunca mais deixe de sê-lo. 

O Marketing bem estruturado é aquele que faz com que o produto se venda praticamente sozinho. 

“Marketing: ferramenta para levar um produto-serviço à mente-coração do cliente.” – Erivaldo Ribeiro

Resumo e adaptação por: Erivaldo Ribeiro
Juntos, podemos sempre mais!

Gostou do artigo?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.