Marketing Como Orquestra Sinfônica …

marketing como orquestra sinfonica
A aplicação da publicidade e do marketing como Orquestra Sinfônica, pode ser uma obra que atravessa o tempo e o espaço, maravilhando o cliente e o mundo?

Marketing como Orquestra Sinfônica

Parabéns a todo cliente por seu dia – 15 de setembro – vocês são a razão de nossa existência!

Parabéns aos profissionais de Musicoterapia por seu dia – 15 de setembro – pois vocês são os responsáveis pela saúde de milhares de pessoas, na aplicação científica da música!

Inspirado nesta data – 15 de setembro – vou falar sobre a correlação entre música e marketing.

Você é uma daqueles pessoas que, quando assistem uma orquestra ao vivo ou na televisão, não sabe o nome dos instrumentos que vê?

Confunde o violino com a viola e o violoncelo com o contrabaixo?

Nunca ouviu falar em “fagote”?

Acha que o “tímpano” é uma membrana do ouvido?

Não se preocupe…

Pois, os diversos instrumentos nas orquestras são necessários para todos os timbres de sons, dos mais graves aos mais agudos.

O compositor utiliza todos eles para nos levar aos paraísos da alma explorando as “sutilezas” do som de cada instrumento.

Por isso que, em algumas obras sinfônicas, além dos mais conhecidos: violinos, violas, violoncelos, baixos, flautas …

Dessa forma, outros são incorporados para obter o resultado criativo e imaginado pelo compositor, tais como: piano, cravo, órgão e outros.

Disposição dos instrumentos na orquestra

A formação instrumental da orquestra sinfônica foi um longo processo ocorrido durante os últimos quatro séculos.

Contudo, ao longo deste período, os instrumentos musicais foram sendo aperfeiçoados.

Por isso, instrumentos antigos foram substituídos por modernos.

Mas, muitos foram esquecidos e deixaram de fazer parte da orquestra …

No entanto, outros foram incorporados ao conjunto.

Portanto, a orquestra sinfônica atual segue o modelo do final do século XIX.

É formada por 32 violinos, 12 violas, 12 violoncelos, 8 contrabaixos, 4 flautas, 4 oboés, 4 clarinetes …

E, 4 fagotes, 8 trompas, 4 trompetes, 3 trombones, uma tuba e um número variado de percussão.

Obviamente, cada obra sinfônica possui sua própria formação instrumental, fator que varia de acordo com a época e o compositor.

Assim sendo, uma orquestra sinfônica completa possui de 80 a 100 músicos.

Ouça abaixo o famoso Bolero de Maurice Ravel (1875-1937), obra que permite uma visão panorâmica dos instrumentos da orquestra.

Nesta música, os instrumentos apresentam a melodia um após o outro.

Conforme o Bolero se desenvolve, os músicos vão entrando e “engrossando” o conjunto, num incremento sonoro cada vez maior.

A música inicia num volume baixo e termina numa explosão de colorido musical, revelando um lento processo de crescendo.

As ferramentas do Marketing como orquestra sinfônica

publicidadeviral-marketing-como-orquestra-sinfonica

Sabemos que o marketing foi criado para satisfazer as necessidades e desejos dos consumidores através do processo de trocas.

Por isso, são muitas são as ferramentas de marketing utilizadas hoje.

Mas, como numa orquestra sinfônica, a aplicação da propaganda e do marketing, não aconteceu de uma hora para outra.

Ela foi evoluindo a partir da revolução industrial, quando surgiram os produtos e era necessário distribuí-los e comercializá-los.

Claro, que desde a antiguidade as trocas e o comercio já existiam …

Mas, ao longo dos séculos elas foram se sofisticando e buscando novas alternativas.

Portanto, temos muitas opções e ferramentas, métodos, meios e metodologias que são aplicadas no universo do marketing e propaganda …

Dessa forma, cada uma com sua necessidade e aplicação específica.

Qual é a melhor combinação para seu usada?

Pelo que ouvimos na apresentação acima da orquestra sinfônica, a música começou com um único instrumento …

No entanto, outros foram sendo acrescentados para chegarmos na apoteose, quando toda a orquestra finaliza numa sinfonia exuberante e excepcional.

O que usar?

Quando aplicar?

Qual é a melhor resposta do mercado para o negócio, empreendimento ou serviço?

Muitas são as resposta e cabe ao “consultor de marketing”, “agência de publicidade”, “guru das mídias sociais” definir …

Assim sendo, os profissionais de marketing – para cada caso e segmento – elaboram o melhor “plano de marketing” para o resultado ideal de custo x benefício seja obtido.

O que move o marketing?

Produtos, desenvolvimento de produtos, marca, imagem e logotipo, embalagem e serviços (excelência no atendimento a clientes e valor) …

Ainda, pontos de venda e distribuição, layout de lojas, fachadas, vitrines, conveniência, logística e promoção de vendas (processos, métodos e abordagens) …

Também, pesquisa de mercado, análise de mercado, propaganda, publicidade, merchandising, Relações Públicas e Assessoria de Imprensa …

Além disso, Endomarketing, Benchmarking, Servqual (tangibilidade, confiabilidade, suscetibilidade, garantia e empatia) e franchising / franquias …

Não se equeça do CRM e banco de dados, SWOT ou FOFA (Forças, Oportunidade, Fraquezas e Ameaças), assistência técnica e treinamentos (todos) …

E, marketing pessoal, marketing reverso (estimular o fornecedor a desenvolver o produto para o cliente) e marketing direto (marketing de relacionamento / marketing de fidelização) …

Mais ainda: Telemarketing, Internet e suas ferramentas, Mídias Sociais, Seo, Marketing de contexto, marketing digital, marketing viral e Guerrilhas …

Utilize a Fórmula de lançamento, participe de congressos digitais e tantas e tantas outras formas, não é mesmo?

Mas, ter o marketing como uma orquestra sinfônica, basta iniciar com responsabilidade e conhecimento e, se você não tem ou conhece, procure ajuda …

Busque uma ação, uma campanha, uma pesquisa de mercado e vá acrescentado e agregando novas ferramentas …

Para que possa obter no final, um grande e promissor resultado.

E, se transformar numa enorme sinfonia para qualquer negócio, serviço ou produto …

Por isso, basta somente dar o primeiro passo.

Resultados

O resultado com certeza, será o que ouvimos no Bolero de Ravel, intitulado como gênio em sua arte!

E, como um profissional na área do marketing, deve sim, se especializar, se aprimorar, aprender, reaprender e buscar alternativas.

Deve também estar “antenado” e ser um “expert” para proporcionar aos seus clientes resultados extraordinários e muito além de um único som.

Mas proporcionar sim, uma obra sinfônica maravilhosa, combinando todas as ferramentas possíveis e necessárias para atingir o objetivo maior de seu cliente que é a venda.

E trabalhar incansavelmente para torná-lo conhecido no mercado, conquistando a sua plena satisfação.

Ele, irá aplaudir de pé pelo seu envolvimento, conhecimento e resultado obtido.

Que a aplicação do marketing como orquestra sinfônica na publicidade de seu cliente, seja uma obra prima duradoura!

Portanto – atravesse o tempo e o espaço – encantando e transformando o universo de cada um de seus clientes e do mundo.

Autor: Erivaldo Ribeiro
Juntos, podemos sempre mais!

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.