Marketing de Contexto Elimina Pequenos Conceitos …

marketing de contexto elimina pequenos conceitos

Marketing de contexto elimina pequenos conceitos e deve ser utilizado para entender o prospect: seus costumes, suas principais necessidades e buscas.

Marketing de contexto elimina pequenos conceitos

É fácil sentir-se animado sobre novas ferramentas e tecnologia.

Por isso, se pudéssemos criar uma landing page específica para cada visitante potencial no website, não seria sensacional?

Mas, não é bem assim.

Antes de sair desesperado para criar uma página, para prospect em seu website: “escolha sua própria aventura” …

Portanto, lembre-se de analisar alguns conceitos básicos com bom senso.

Pois, o objetivo do marketing de contexto é focar no público e criar mensagens através de cada canal que ele acessar.

Portanto, não construa mensagens aleatórias, ou mensagens desconectadas do objetivo a ser alcançado.

Perspectiva correta!

Colocando isso numa perspectiva mais direta, vamos analisar o canal de e-mail.

Anos atrás, a tecnologia permitiu que as primeiras tentativas de personalização online adicionassem uma mensagem pessoal.

Desta forma, podia-se enviar uma campanha personalizada para apenas uma parte de uma lista de assinantes de um negócio.

Então e surpreendentemente, esses e-mails (novidades) proporcionavam uma alta taxa de abertura.

De acordo com Monetate, campanhas segmentadas de e-mail produziam 30% a mais, do que campanhas não segmentadas.

Além disso, o impulso para clicar atingiam taxas com mais de 50%.

Como resultado, comerciantes dobraram os e-mail segmentados.

Comerciantes passaram a gastar muito tempo e orçamento tentando conquistar um novo cliente.

Essas, eram campanhas extremamente específicas e com e-mails focados com testes em páginas A/B.

Na teoria, esta é a essência do marketing de contexto.

Assim como um vendedor que manda uma mensagem específica para um cliente “amigo”, por conhecê-lo pessoalmente …

Por isso, porque não enviar e-mails segmentados, tanto quanto possível, para uma conexão um-para-um?

Mas, como atingir o objetivo?

O marketing de contexto elimina pequenos conceitos, mas o problema não é a intenção, mas como executá-la?

Mas, uma altíssima personalização de e-mails conduz o prospect a um website de: “um padrão para todos”.

Historicamente, a tecnologia não podia ser estendida a uma experiência pessoal, no restante dos canais e para ofertas do negócio.

Entretanto, hoje, depois de encantar o prospect chamando-o pelo nome e dele sentir-se especial é que usaremos uma campanha de seis e-mails.

Bem, quando um prospect clica em um botão e é direcionado para um website, ele busca alguma coisa, como todos.

A sensação de como foi direcionado até aquele lugar específico, lhe imprime uma série de perspectivas exclusivas e únicas.

Isso, na vida real é confuso e online também traz confusão.

Conclusão!

Em vez de gastar tempo, focado em introduções altamente personalizadas (através de e-mails) …

Gaste tempo nesta perspectiva: use o contexto para personalizar cada interação do visitante comprador no website e fidelize-o como cliente.

continua no próximo post…

Posts anteriores: Introdução, Parte1

Autor: Erivaldo Ribeiro
Juntos, podemos sempre mais!

Gostou? Compartilhe!

Avatar

Erivaldo Ribeiro é o fundador do Publicidade Viral. Empreendedor independente com foco em marketing, publicidade e empreendedorismo. Acredita que, ao compartilhar informações, está contribuindo para um mundo melhor. Temos um espaço no Facebook para nossa comunidade.

Marcado com: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.