Co-Marketing – Solução em Tempo de Crise!

co-marketing
O co-marketing e uma solução de parceria saudável para nos reinventar, readaptar e buscar soluções criativas com resultados efetivos nestes tempos de crise.

Co-Marketing

Precisamos nos reinventar, readaptar e buscar soluções criativas para alcançar resultados efetivos em qualquer investimento.

Então, nestes tempos de crise uma solução que garante o retorno do investimento de uma maneira saudável financeiramente é o co-marketing.

O co-marketing é o resultado da associação de duas empresas que têm alvos e público comuns e alinham seus interesses.

Dessa forma e cooperativamente, buscam um resultado maior do que cada uma sozinha poderia alcançar.

Esta é uma solução que já existe há muito tempo …

Contudo, no meio digital, ela pode assumir diferentes formas e alcançar grandes resultados.

Co-Marketing, por que utilizar?

A grande maioria das empresas se preocupam – geralmente – com seus concorrentes e esquecem de valorizar e trabalhar seu produto-serviço,

Então, esquecem que seus concorrentes – muitas vezes – tem soluções complementares.

Também, acreditam que os clientes são diferenciados e por isso, não possuem nenhuma ligação comum entre eles …

Dependendo do produto ou serviço, a união de interesses pela conquista de um lead transformado em cliente é um ganho extraordinário.

Principalmente quando obtido pela união de forças e entendimento no qual participa junto ao seu concorrente.

Afinal, qual é o seu produto-serviço e quais são os pontos fortes e fracos comparados com os de seu concorrente mais “agressivo”?

Co-Marketing, unindo forças …

Unir forças para educar o mercado, com participação conjunta e mais eficaz para gerar demanda para ambos, é o ponto crítico a ser debatido e alinhado.

Mas, não estamos falando de política de conveniências, onde o cliente é o principal prejudicado.

No entanto, de complementar produtos-serviços-esforços, com resultados impactantes numa atuação conjunta, sem sacrificar margens e com resultados efetivos…

Cada segmento do mercado tem seus próprios experts e andar com eles – como na associação de classes – é se posicionar como um.

Portanto o co-marketing é uma excelente forma de mostrar a todos que a empresa faz parte de um seleto grupo de referências.

Hoje toda empresa trabalha individualmente para conquistar público, produzir conteúdo, investimentos e esforços para aumentar gradativamente sua audiência.

A base cresce muito lentamente, com trabalho, dedicação e muito esforço.

Por isso, quando fazemos co-mketing, estamos unindo forças e utilizando uma base maior e consolidada de clientes.

Assim, “unir para vencer” torna-se o objetivo do co-marketing nestes tempos escassos e, pode capitalizar cada centavo aplicado.

Co-Marketing como realizá-lo?

A intenção do co-marketing é justamente fazer mais com menos.

As empresas dividem (mesmo não sendo na mesma proporção) os custos e esforços, gerando um resultado maior do que quando executado sozinho.

Mas, o ponto crítico será: como escolher um parceiro que não tenha os mesmos produtos-serviços e que me complementa?

Por isso, deve-se encontrar alguns pontos importantes, nesta empresa, antes de convidá-la:
• Ter uma audiência relevante;
• Ter conhecimento e conteúdo de alta qualidade;
• Ser visto como referência no mercado;
• Entretanto, oferecer um produto ou serviço complementar ao seu e ter o mesmo público mas, e não ser concorrente direto.

Se o parceiro escolhido não se enquadrar em nenhum desses itens, são grandes as chances de fracasso pela parceria estabelecida pelo Co-Marketing.

Conclusão

Muitas são as etapas e conciliações necessárias para fazer um projeto desse porte acontecer.

Portanto, ele deve ser coordenado com muita antecedência nos times de marketing de ambas as empresa.

Uma reunião de alinhamento inicial e geral dos muitos itens que devem ser cuidadosamente trabalhados …

Tais como: definição e produção do conteúdo, design, gravação (em caso de webinars), criação de Landing Pages, mídias sociais, email marketing e outros …

Se não existir um planejamento cuidadoso e antecipado, existe grandes possibilidades de não se atingir as metas propostas.

Portanto, é necessário facilitar o trabalho do parceiro com objetividade e antecedência.

Também é bom pensar, que mesmo com a parceria, uma delas possa encontrar dificuldades para “alinhar” seus projetos em andamento.

Por isso, pense em realizar – pelo menos em algum momento – o trabalho sozinho tornando-se realmente parceiro nestas dificuldades …

Pense nos itens que ajudem o parceiro e a você como: textos prontos para os blogs, template de email marketing.

Dessa forma, escreva uma checklist com objetivos que possam promover o material para ajudá-lo a garantir os resultados acordados.

O co-marketing só será efetivo e sustentável se tiver um ganho claro para ambos os lados.

Por isso, o parceiro deve ajudar a divulgar o material compartilhado …

Você e ele devem ter uma boa base de clientes ou outro diferencial para oferecer.

Por isso, são grandes as chances de frustração para um dos lados, caso isso não exista …

Então, evite desgastar a relação e ajuste ações futuras gastando um tempo considerável para justificar e viabilizar a parceria.

Ref.: Resultados Digitais – Por André Siqueira
Adaptado por: Erivaldo Ribeiro
Juntos, podemos sempre mais!

Gostou do artigo? Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.