Proposta da Publicidade Imperdível …

proposta da publicidade

A melhor proposta da publicidade é apresentar discurso e narrativa coerentes com a missão e a ética da empresa – da oferta apresentada – sem lesar o cliente

Proposta da Publicidade

A proposta da publicidade sobre os discursos veiculados em diferentes mídias, como revistas, jornais, televisão e internet nos fazem pensar.

Por isso, os discursos utilizados pelas propagandas vinculadas nos meios publicitários seguem uma linha: precisam atingir o coração do consumidor …

Mas, como ela está sendo realizada?

Além disso, qual é a força do discurso utilizado?

Pois, os meios de comunicação tem modificado as relações e a visão de mundo …

Quebram fronteiras e aproximam os espaço-temporais de toda as classes sociais.

Portanto, a cultura está em plena transformação e  máquinas tem substituído a força, os sentidos e o cérebro humano …

Isso acontece pelas novas formas de representação do mundo e das relações sociais, formulando e apresentado novos signos.

Dessa forma, existimos numa pluralidade de signos, de cultura e valores sociais.

A globalização transformou o mundo num grande pomar, onde podemos colher a qualquer hora, o que precisamos.

No entanto, as abordagens são multiplas e quando inseridas no universo da globalização, o que acontece?

A proposta da publicidade precisa ser dinâmica e de uma pluralidade cultural abrangente …

Discurso publicitário

Para formalizar a proposta da publicidade é necessário utilizar todo esse referencial teórico da comunicação social.

Bem como investigações históricas e sociológicas para o entendimento do contexto sócio‑histórico‑cultural para apresentar o discurso correto.

Enquanto a escrita exige tempo para entendimento e análise, as imagens projetadas exigem pouquíssimo tempo para o entendimento.

Se antes, as propagandas que apareciam em revistas ou jornais, podíamos evitar ou escolher.

Hoje, as imagens das propagandas vinculadas, na televisão e internet nos levam a sonhar, participar e estar em diversos lugares e situações, em poucos segundos.

Portanto, nesse contexto, as propagandas são construídas não somente pelos recursos linguísticos, próprios do texto verbal …

Mas, por uma linguagem sincrética, a saber: recursos visuais como pinturas, desenhos e imagens.

Também utiliza recursos sonoros como músicas e entoações …

Através de recursos gestuais como danças e movimentos e, recursos cinematográficos como a posição e movimentação da câmera nos ângulos filmados.

E a narrativa?

O aspecto relevante da proposta da publicidade é a narratividade, pois há a apresentação de uma transformação.

Mas, ao contrário do anúncio impresso que apresenta, na maioria das vezes, um texto verbal aliado a uma imagem, explicando uma situação.

As imagens apresentam as transformações de estado ocorridas antes e depois da cena apresentada por meio da imagem e do texto verbal.

Tudo isso, nos leva a uma maior participação na construção de sentido do discurso.

Ainda, nos anúncios televisivos e internet, construídos por meio dos recursos da informática, muitas vezes fragmenta‑se a narrativa …

Então, se apresenta em vários núcleos narrativos no mesmo comercial.

Ao introduzir uma narrativa em um anúncio, já investida de figuras e de transformações de estado, podemos levar o mundo de sonhos e da imaginação para o consumidor.

Portanto, isso o seduz e o afasta da realidade.

Assim, busca‑se, por meio da construção organizada das imagens, levar o consumidor à crença no consumo …

Isso é tão real que ele deseja consumir, mesmo não tendo a real necessidade do que foi proposto.

Para discutir:

O que nos leva a consumir?

É a propaganda, ou a necessidade?

Autor: Erivaldo Ribeiro
Juntos, podemos sempre mais!

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.