Marketing De Afiliados Digitais …
publicidadeviral-marketing-de-afiliados

Marketing De Afiliados Digitais …

Marketing de afiliados e uma maneira de empreender na internet utilizando produtos de empresas e produtores digitais e ainda ser remunerado por isso …

Marketing de afiliados o que é?

Marketing de Afiliados é um tipo de relação comercial em que o Afiliado divulga o produto de um empreendedor ou empresa, em troca de uma comissão por cada venda realizada.

BONUS DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19

Cadastre-se e acesse todos os vídeos do AFILIADOS BRASIL

Cortesia de Paulo Faustino & Flavio Raimundo

Esse modelo de publicidade é uma alternativa extremamente interessante para pessoas que desejam trabalhar com vendas na internet.

Também é uma ótima ferramenta para Produtores que desejam aumentar a divulgação dos seus produtos online.

Existem definições de como esse processo é praticado, sendo dividido em quatro partes: o mercado, a rede, o editor e o consumidor.

Ou, em três partes a saber: anunciante, editor e consumidor

No entanto,  quando se fala em marketing atual, há dois lados de uma equação de afiliados: o criador e vendedor do produto (produtor), e o profissional de marketing (afiliado).

Portanto, o marketing de afiliados pode ser visto como um processo de espalhar a criação de um produto, e fazer o marketing desses produtos.

O objetivo e proporcionar a cada parte receber uma parcela da renda, de acordo com a sua contribuição.

Por isso, não é só uma promoção ou só a criação do produto.

Você pode ser o produtor ou o profissional de marketing e mesmo assim lucrar com a ideia básica de renda compartilhada.

Entenda como isso acontece e verifique o passo a passo neste post …

Vem comigo!?

Entendendo o Marketing de afiliados

Apesar de parecer uma novidade, esse modelo de negócios surgiu na década de 90, quando a Amazon gigante americana do segmento de varejo disponibilizou o serviço para divulgar os produtos disponíveis na loja.

  1. Produtores ganha diversos canais de distribuição e assim conseguem impactar mais clientes e, consequentemente, efetuar mais vendas.
  2. Afiliados conseguem rentabilizar seus sites, blogs e redes sociais, por meio da venda de produtos de terceiros, sem precisar ter uma grande ideia ou o trabalho de criar um produto.
  3. E até mesmo os consumidores, que passam a ter mais canais para pesquisar sobre produtos e fazer uma decisão de compra mais assertiva.

Tudo que a Amazon precisava fazer era criar um banco de cadastros e esperar que os Afiliados fizessem todo o trabalho de divulgação por ela.

Se a estratégia resultasse em vendas, ótimo!

Se não, eles não gastavam nenhum centavo.

Em relação à promoção de produtos para o consumidor, como ferramentas, livros, brinquedos, itens para casa, e etc., a maior rede, é de longe a Amazon.

O seu programa Amazon Associates permite promover qualquer item que é vendido na plataforma.

Qualquer um pode se inscrever e gerar links customizados dos produtos da Amazon.

Se alguém comprar através do seu link, você vai ganhar uma pequena comissão.

Para pessoas que tinham habilidades persuasivas, essa era uma grande oportunidade de ganhar dinheiro trabalhando em casa.

Benefícios do Marketing de afiliados

Uma das principais vantagens do marketing de afiliados é que se trata de uma via de mão dupla.

Quer dizer que ele traz benefícios tanto para a empresa que vende o produto ou serviço em questão tanto para o produtor de conteúdo ou influenciador digital, que tem a possibilidade monetizar seu trabalho.

E esse tipo de marketing ainda tem um grande potencial para a venda.

Afinal, não é um tipo de propaganda invasiva, e sim algo que tem relevância para o público que acompanha o produtor de conteúdo.

Então, não existe tanta resistência da audiência em relação como a outros tipos de anúncio.

Sendo assim, se você tem interesse em aderir a programas de marketing de afiliados, saiba que essa é uma estratégia para obter uma renda extra no mês.

E a boa notícia também é que você não vai precisar pagar por isso, pois a adesão às redes de afiliados – normalmente – é gratuita.

Também é um tipo de marketing versátil, que pode ser incorporado a praticamente qualquer plataforma digital.

Onde: você utiliza um canal onde já tem um relacionamento e engajamento com o público.

Passo a passo para ser Afiliado

1. Escolha um bom Programa de Afiliados

Existem diversas empresas que oferecem Programas de Afiliados, sejam de produtos físicos ou digitais.

Você deve pesquisar bastante antes de escolher a sua, para garantir que seu trabalho será bem recompensado.

A Hotmart, por exemplo, é totalmente voltada para o mercado de cursos e têm comissões que podem chegar até 80%.

No entanto, em outras plataformas de Afiliados os valores oscilam entre 4% e 8% do valor total da venda.

Lançada em 2015, a Monetizze é uma plataforma destinada à compra e à venda de produtos físicos e digitais.

Outra opção é a Eduzz, que também reúne produtos na plataforma.

A Lomadee também conta com anunciantes como Amazon, Lojas Americanas e Centauro.

Uma vantagem da plataforma é a possibilidade de escolher entre diferentes tipos de comissão, como pagamentos recorrentes, remunerações progressivas ou venda única, por exemplo.

2. Escolha os produtos certos para divulgar

O segundo passo para se tornar um Afiliado de sucesso é escolher os produtos adequados para a sua audiência. Imagine que você tenha um blog sobre confeitaria.

Será que a sua “persona tem interesse em um produto sobre receitas fitness?

Nunca é demais repetir: se os seus reviews não ajudam os usuários a resolverem problemas que eles estão enfrentando, fica praticamente impossível gerar receita.

Também é interessante que você conheça bem os produtos antes de anunciá-los, para fazer uma publicidade que passe credibilidade.

Antes de afiliar-se a um produto, peça informações sobre ele, avalie a pontuação dada pelos consumidores e peça para o Produtor te enviar uma amostra.

Afinal, você gostaria que alguém te recomendasse algo ruim, apenas para ganhar dinheiro?

Sua audiência também não!

Cada plataforma define e orienta sobre como se afiliar e obter os melhores resultados, portanto é importante se informar e conversar com muitos produtores …

Quanto mais relevantes e detalhadas forem as informações, melhor e mais fácil para você tomar uma decisão de divulgar.

3. Eduque sua audiência sobre o produto que você está vendendo

Se o seu objetivo como Afiliado é conquistar uma receita recorrente, você precisará educar sua audiência sobre o produto que você está vendendo, para que ela possa extrair o máximo da experiência.

Para isso, você pode oferecer materiais ricos como ebooks, negociar com o produtor um free trial do serviço, entre outras ações.

Uma das melhores formas de convencer os possíveis compradores sobre a qualidade daquele produto é fazendo demonstrações …

Você pode utilizar webinários e outras transmissões online como Periscope, stories e vídeos curtos no Instagram e Facebook.

Nos webinários, os espectadores também podem interagir e fazer perguntas, isso ajudará a entender as reais necessidades deste público, e assim aprimorar a sua estratégia de vendas.

4. Trabalhe publicidade paga

A publicidade paga é um caminho relativamente mais curto para alcançar a sua persona, enquanto você trabalha sua estratégia orgânica.

Mas não basta apenas investir verba em campanhas para convencer os internautas a comprarem o produto que você está anunciando.

Com o nível de exigência que os consumidores têm hoje, os anúncios devem ser claros sobre aquela oferta, além de ter copy e imagens coerentes.

Tipos de divulgação para Afiliados

Afinal, quais são as principais maneiras de monetizar a produção de conteúdo com o marketing de afiliados?

Confira, a seguir, seis tipos de divulgação mais usados no mercado.

Custo por Clique (CPC)

O CPC é uma formato por meio do qual você recebe uma remuneração por clique.

Então, a cada pessoa que clicar no anúncio no seu site, blog ou rede social, você ganha um valor da empresa anunciante.

E isso ocorre independentemente do formato do anúncio: texto, banner, e-mail marketing, pop-up ou imagem.

Já o valor por clique é fixo, mas varia conforme o anunciante.

Custo por Ação (CPA)

Já o CPA consiste em uma remuneração que provém de alguma ação realizada pelo usuário.

Portanto, não basta que ele clique no link do anúncio, precisa realizar algo a mais depois, como um cadastro no site da empresa anunciante, por exemplo.

Então, a ação do usuário é a métrica utilizada pela empresa na hora de pagar o produtor de conteúdo, também com um valor fixo definido.

Custo por Mil Impressões (CPM)

Outro tipo de divulgação é o CPM, mas esse é utilizado apenas para anúncios em formato de banner de publicidade.

O anunciante paga o produtor de conteúdo a cada 1000 impressões do banner na página do blog ou rede social.

Quando o usuário acessa a página onde está disposto o banner, como na barra lateral ou ao fim de um artigo, por exemplo, é contabilizada uma visualização.

Então, quanto maior for o tráfego e número de visualizações do seu canal, mais chances de obter um valor satisfatório a partir do marketing de afiliado.

Custo por Venda (CPV)

Como o próprio nome diz, no custo por venda, você recebe do anunciante conforme o número de seguidores que adquirirem um produto ou serviço dele.

É uma forma de comissão: você anuncia, incentiva e venda e adquire um percentual sobre as vendas que se concretizaram.

Por isso, é bastante comum esse tipo de estratégia para anunciar lojas online.

Mas lembre-se de que, no CPV, você precisa ter influência e credibilidade significativas perante a audiência para levar as pessoas à compra de um produto.

Custo por Lead válida (CPL)

O custo por lead válida é um pouco diferente do custo por ação.

Se no CPA o usuário precisa realizar uma ação além do clique, no CPL, é preciso ir ainda mais além.

Esse formato só remunera quando o usuário faz uma ação válida, tornando-se um lead de venda para o anunciante.

Custo por Formulário (CPF)

Aqui a proposta é diferente: você só é remunerado se o usuário preencher um formulário do anunciante.

Ocorre dessa forma independentemente de o formulário se simples ou complexo, variando o tempo de preenchimento.

Então, a cada CPF registrado, o produtor de conteúdo ganha um valor fixo da empresa.

Canais que podem ser utilizados para divulgar um produto

E aí, já escolheu o formato de anúncio que você vai fazer ao aderir a um programa de marketing de afiliados?

Vamos a eles?

Site ou blog

Se você tem um site ou blog, uma boa notícia: esse é um dos principais canais digitais existentes para fazer marketing de afiliados.

Principalmente se você já tem um tráfego satisfatório, há chances de monetizar o seu trabalho escrevendo para a plataforma.

Um dos principais benefícios é que você tem liberdade editorial.

Ou seja: faz o próprio conteúdo, seguindo a linguagem e temática já presentes no blog, e faz uma relação com o produto que faz parte do programa.

Outra opção é fazer resenha de produtos.

Por exemplo: se você tem um blog sobre literatura, pode deixar link para livraria online, recebendo um percentual da venda caso seus seguidores tenham adquirido o livro.

Para aumentar a eficácia do marketing, invista em uma estratégia de SEO (otimização de conteúdo para mecanismos de busca), pois ajudará a atrair mais tráfego para o seu site ou blog.

Redes sociais

As redes sociais também são canais propícios para o marketing de afiliados, principalmente porque nelas o produtor de conteúdo consegue exercer influência sobre seus seguidores.

Prova disso, por exemplo, são os influenciadores digitais que atuam no Instagram fazendo publicidade para as marcas.

Mas essa não é a única rede social que pode ser utilizada.

Facebook, Twitter e Pinterest também são opções.

O ideal, então, é investir na rede social onde está o seu público-alvo e que gera maior engajamento.

Aliás, o engajamento é um fator crucial para fazer marketing de afiliado nas redes sociais.

Sem ele, não é possível converter os usuários, principalmente se o formato de anúncio requerer uma ação deles, como o CPL ou o CPA, por exemplo.

Como essas plataformas aproximam o produtor de conteúdo do público, faça marketing apenas para produtos ou serviço que têm a ver com você e o seu estilo de vida.

Lembre-se de que sua credibilidade é essencial para conquistar a confiança dos seguidores.

E-mail marketing

Pensa que o e-mail marketing morreu?

Então, é hora de rever a sua opinião sobre ele.

De acordo com um levantamento de 2018 da Rock Content, 76,7% das empresas usam e-mail marketing.

Um dado interessante é que dessas marcas, 50,9% apostam no recurso pela chance de oferecer serviços e produtos ao consumidor.

Como você pode ver, o e-mail marketing ainda é uma estratégia recorrente de marketing.

Mas nunca se esqueça de criar um conteúdo relevante, agregando valor à jornada de compra dos usuários.

Crie um canal no YouTube

Se você ainda não faz vídeos para o YouTube, é hora de considerar essa possibilidade.

O formato audiovisual tende a crescer e é uma boa opção para o marketing de afiliados.

Uma pesquisa de 2020 da Wyzowl aponta dados relevantes sobre o consumo de vídeos:

74% dos consumidores preferem assistir a um vídeo para conhecer um produto do que ler um texto em uma página

86% dos consumidores foram convencidos a fazer uma compra depois de assistir ao vídeo de uma marca

96% dos consumidores assistiram a um vídeo explicativo para saber mais sobre um produto ou serviço.

Como os profissionais de marketing planejam usar o vídeo em 2020?

Marketing de Afiliados Tendências para 2020 em vídeo

Você ainda tem dúvidas que para criar um canal no YouTube é uma boa opção?

Conclusão

Então, há duas maneiras de começar com o marketing de afiliados.

Você pode se tornar um produtor ou um afiliado.

Os três passos de se tornar um produtor são:

Ter uma ideia válida de um produto

Validar a ideia fazendo as pessoas recomendarem o seu produto

Achar afiliados para fazer parceria com quem vai promover o seu produto

A rota mais comum e fácil é se tornar um afiliado.

Há quatro passos que você pode seguir:

Começar um review de produtos na sua área

Construir uma lista de email.

Usar webnários ao vivo para educar a sua audiência e fazer vendas

Aumentar o seu negócio de afiliados com publicidade de PPC

O marketing de afiliados é uma boa maneira de começar um negócio online. 

Fontes: https://neilpatel.com e https://hotmart.com

Adaptado por: Erivaldo Ribeiro
Juntos, podemos sempre mais!

Gostou do artigo?

Erivaldo Ribeiro

Erivaldo Ribeiro é o fundador do Publicidade Viral. Empreendedor independente com foco em marketing, publicidade e empreendedorismo. Acredita que, ao compartilhar informações, está contribuindo para um mundo melhor. Temos um espaço no Facebook para nossa comunidade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.